modular_inscricoes_1516204923.jpgaprendizagembaner_1391384671.pngcartaoaebasaude_1419936988.jpg
Sondagens
Home  >  Notícias - A RESPONSABILIDADE SOCIAL, A SANIMAIA E A ESCOLINHA DE RUGBY DA TROFA… QUEM RESISTE A APOIAR ESTE PROJETO?


A RESPONSABILIDADE SOCIAL, A SANIMAIA E A ESCOLINHA DE RUGBY DA TROFA… QUEM RESISTE A APOIAR ESTE PROJETO?
2018-05-14


O final de tarde do dia 14 de Maio foi dedicado à partilha de experiências e testemunhos relacionados com Responsabilidade Social nas empresas, uma sessão organizada pela AEBA – Associação Empresarial do Baixo Ave, no âmbito do projeto Trofa3G.

O conforto do espaço SANIMAIA acolheu os cerca de 20 participantes que presenciaram o testemunho de Helena Maia, CEO da SANIMAIA, sobre boas práticas de responsabilidade social da empresa, e sobre o caso concreto do apoio e colaboração com a “Escolinha de Rugby da Trofa” (ERT). ”A ligação da SANIMAIA a práticas de responsabilidade Social é algo que faz parte de nós, sempre tivemos ligação com diversas instituições, para além da Escolinha de Rugby da Trofa”, afirmou Helena Maia.

Estiveram ainda presentes Daniela Vieira e Ricardo Costa, fundadores da ERT, que partilharam a história deste projeto de inclusão social. Num momento moderado por João Luís de Sousa, do VIDA ECONÓMICA e Vice-Presidente da AEBA, estes empreendedores da área social, partilharam as dificuldades que tiveram de ultrapassar e os benefícios que este projeto trouxe e trará, tanto para alunos e atletas como para as famílias e restante comunidade. Este projeto tem como principal objetivo a representação e a defesa dos direitos dos jovens e das crianças na área da integração social. Ricardo Costa testemunha que “na Escolinha usamos a prática do Rugby e a sua conduta para promover a educação, a saúde e o desporto”.

Este momento serviu para que os presentes conhecessem este projeto educativo, a história e os benefícios, e ajudou ainda a que alguns dos empresários presentes se inspirassem no exemplo e se juntassem no apoio a este projeto de carácter educativo e social, para que o mesmo possa crescer ainda mais e beneficiar mais famílias e a comunidade.


Voltar

acessibilidade
seara.com